Sou Enfermagem

STF confirma legalidade da vacinação obrigatória

Autor: Sou Enfermagem Em: 19/12/2020

STF confirma legalidade da vacinação obrigatória

Por dez votos a um, o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou, nesta quinta-feira (17), a legalidade da vacinação obrigatória contra a covid-19 no Brasil, em uma vitória da Saúde Coletiva. 

Não haverá condução coercitiva nem uso da força para vacinar a população, mas poderão ser impostas restrições a quem recusar-se a vacinar. A vacinação já é exigida para acesso a creches e como contrapartida para o Bolsa Família.

A decisão é considerada uma derrota para o presidente Jair Bolsonaro, que diversas vezes atacou a vacinação obrigatória e chegou a anunciar Medida Provisória exigindo da população termo de consentimento para ser vacinado em caráter emergencial, mas foi desautorizado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

Os ex-ministros da Saúde vivos, inclusive os que integraram o governo atual, publicaram artigo cobrando ampla vacinação e criticando a condução “desastrada e ineficiente” do tema, que coloca em risco o acúmulo de competências brasileiras na vacinação. O Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) também cobrou, em nota, medidas enérgicas e imediatas para a aquisição de vacinas, com base em critérios técnicos. Na Europa e nos Estados Unidos, a vacinação já começou.

Ontem, o ministro da Saúde anunciou que o presidente não irá participar de campanhas de vacinação, como vem ocorrendo ativamente em outros países.

Fonte: Ascom - Cofen

Cursos Online: Quer melhorar o seu currículo e se destacar no mercado de trabalho? Então clique aqui e faça um curso online conosco