Revista ISTOÉ ignora trabalho da enfermagem no combate à pandemia

Autor: Sou Enfermagem Em: 19/12/2020

Revista ISTOÉ ignora trabalho da enfermagem no combate à pandemia

Conselho de Enfermagem do Estado de São Paulo publica matéria sobre a exclusão dos profissionais de enfermagem frente ao combate da Covid-19 promovido pela revista ISTOÉ

A edição desta semana da revista ISTOÉ traz em sua matéria de capa uma homenagem aos “Brasileiros do ano 2020” e destaca logo abaixo: “OS MÉDICOS”. A capa da revista traz ainda o seguinte texto: “ISTOÉ premia médicos, heróis de 2020. Se não fosse por eles, a pandemia, que já vitimou quase 200 mil brasileiros, teria sido pior”.

Com esse conteúdo, a revista ignora todas as demais categorias da saúde e todo o trabalho multidisciplinar desenvolvido – em especial, pela enfermagem, com mais de 2 milhões de trabalhadores em todo o país, sendo quase 600 mil deles só no estado de São Paulo.

São os profissionais de enfermagem que passam 24 horas por dia ao lado do paciente, em todos os momentos da assistência. São eles também que correspondem à maior força de trabalho da saúde brasileira e que também, infelizmente, já sofreram com a maior quantidade de falecimentos decorrentes da Covid-19, como demonstra levantamento realizado pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e pelo Conselho Internacional de Enfermeiros (ICN, sigla em inglês). Dados atuais do Observatório de Enfermagem do Cofen também demonstram que há mais de 45.000 casos reportados de contaminação, com mais de 460 mortes no país.

Nos últimos meses, foram várias as manifestações de apoio e homenagens aos profissionais de enfermagem, como forma de reconhecimento. Ainda que válidas, entretanto, infelizmente as manifestações isoladamente não são suficientes para perpetuar uma cultura de valorização da enfermagem. Por isso, e em permanente busca por melhor qualidade de vida para os profissionais, o Coren-SP realizou a campanha Enfermagem Além dos Aplausos, de forma a conscientizar a população e as autoridades sobre as demandas da categoria. O Cofen também realizou recentemente a campanha Abrace a Enfermagem, de forma a reconhecer a importância da categoria para a saúde do Brasil.

Por isso, é esperado que a sociedade e os meios de comunicação, que pautam os assuntos debatidos, continuem entendendo a enfermagem como a linha de frente do combate à pandemia, de forma a combater a visão medicalocêntrica e restritiva da área da saúde e de ajudar na luta constante por melhores condições de trabalho para a categoria. Assim, o Coren-SP espera que além de vencer o novo coronavírus, a enfermagem conquiste também a visibilidade que tanto merece.

Fonte: Coren-SP

Cursos Online: Melhore o currículo e se destacar no mercado de trabalho Então clique aqui e faça um curso online conosco