Sou Enfermagem

Evite um susto no peito: Outubro Rosa

Autor: Sou Enfermagem Em: 04/10/2020

Evite um susto no peito: Outubro Rosa

RECOMENDAÇÕES QUANTO ÀS INTERVENÇÕES AVALIADAS PARA A DETECÇÃOPRECOCE DO CÂNCER DE MAMA

Rastreamento: Mamografia

Qual a eficácia do rastreamento com mamografia na redução da mortalidade global e por câncer de mama, comparada à ausência de rastreamento?

< de 50 anos: O Ministério da Saúde recomenda contra o rastreamento com mamografia em mulheres com menos de 50 anos
(recomendação contrária forte: os possíveis danos claramente superam os possíveis benefícios).

de 50 a 59 anos: O Ministério da Saúde recomenda o rastreamento com mamografia em mulheres com idade entre 50 e 59 anos
(recomendação favorável fraca: os possíveis benefícios e danos provavelmente são semelhantes).

de 60 a 69 anos: O Ministério da Saúde recomenda o rastreamento com mamografia em mulheres com idade entre 60 e 69 anos
(recomendação favorável fraca: os possíveis benefícios provavelmente superam os possíveis danos).

de 70 a 74 anos: O Ministério da Saúde recomenda contra o rastreamento com mamografia em mulheres com idade entre 70 e 74 anos
(recomendação contrária fraca: o equilíbrio entre possíveis danos e benefícios é incerto).

75 anos ou mais: O Ministério da Saúde recomenda contra o rastreamento com mamografia em mulheres com 75 anos ou mais
(recomendação contrária forte: os possíveis danos provavelmente superam os possíveis benefícios).

Periodicidade: O Ministério da Saúde recomenda que a periodicidade do rastreamento com mamografia nas faixas etárias
recomendadas seja a bienal (recomendação favorável forte: os possíveis benefícios provavelmente superam os possíveis
danos quando comparada às periodicidades menores do que a bienal)

DICAS de HÁBITOS IDEAIS PARA UMA ROTINA SAUDÁVEL:

  • Alimente-se bem e não fique muito tempo sem comer, ou seja, prefira comer de três em três horas, em pequenas quantidades, sempre priorizando os alimentos naturais e evitando os alimentos industrializados.
  • Evite o excesso de gorduras e carboidratos simples, como açúcar adicionado aos alimentos, doces, sucos de caixinha ou saquinho, refrigerantes, pão branco, macarrão, sempre preferindo as opções integrais.
  • Procure ingerir proteínas de boa qualidade, principalmente frutas, legumes e verduras por serem fontes de vitaminas e minerais essenciais e ricas em fibras que ajudam na saciedade e no funcionamento adequado do intestino.
  • Pratique exercícios físicos durante a semana. O ideal são 150 minutos de atividades físicas moderadas  ou 75 minutos de atividades vigorosas divididas pelos dias da semana.
  • Planeje o seu dia alimentar e tente segui-lo.

Cursos Online: Quer melhorar o seu currículo e se destacar no mercado de trabalho? Então clique aqui e faça um curso online conosco



Este site usa cookies para fornecer serviços e analisar tráfego. Ao usar o site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais. Entendi